militares na previdência idades

Forças ARMADAS apresentam propostas para a REFORMA DA PREVIDÊNCIA MILITAR

A discussão sobre a reforma da previdência cresce no BRASIL e parte expressiva da mídia elegeu os MILITARES como os grande vilões da situação. A jornalista Miriam Leitão declarou que "é preciso incluir os militares para equilibrar a previdência'

Mais alguns comentários encontrados por aí:

"se eu posso trabalhar até quase 70 anos de idade porque os militares não podem?"

"eles querem mole, só ficam jogando bola, o Brasil não enfrenta nenhuma guerra"

Os primeiros sites encontrados nos resultados do google indicam que prevalece um posicionamento a favor do aumento da idade para a tranaferência para a reserva.

Marinha e Exército foram os primeiros a apresentar suas propostas. Enquanto o Exército parece ter se curvado às críticas eimposições da mídia e fez projeções para que praças cheguem até 38 anos de serviço, a Marinha resiste mais um pouco e explica que para os MILITARES DA FORÇA NAVAL o aumento da idade limite para a transferência para a RESERVA REMUNERADA em nada acrescenta para a economía com inativos e pensionistas.

EXÉRCITO e a Reforma da "PREVIDÊNCIA MILITAR"

O EXÉRCITO, apesar de aparentemente ter se curvado ao aumento da idade limite, em contrapartida deve ampliar a escensão das praças de carrera até o posto de MAJOR, o que certamente incentivará o ingresso na força terrestre. Segundo um dos projetos da força, um militar que ingressou como sargento poderá ser promovido a major aproximadamente aos 38 anos de serviço ativo.

Quadro de promoção das PRAÇAS DO EXÉRCITO até o posto de MAJOR

GRADUAÇÃO INTERSTÍCIO TEMPO DE SERVIÇO
ALUNO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS 2 ANOS 2 ANOS
TERCEIRO-SARGENTO 6 ANOS 8 ANOS
SEGUNDO – SARGENTO 8 ANOS 16 ANOS
PRIMEIRO – SARGENTO 8 ANOS 24 ANOS
SUBTENENTE 4 ANOS 28 ANOS
SEGUNDO-TENENTE 2 ANOS 30 ANOS
PRIMEIRO – TENENTE 3 ANOS 33 ANOS
CAPITÃO 5 ANOS 38 ANOS
MAJOR   Transferência para a RESERVA

MARINHA

A MARINHA permanece oferecendo restrita ascensão funcional para as praças chegarem até o oficialato. A ascensão é feita por concurso interno e há reclamações recorrentes de que são poucas as vagas oferecidas. 

Quanto ao aumento da idade limite, a força explica que contrata muita gente, praças e oficiais já formados em diversas especialidades em nível técnico e superior, o que faz com que muitos ingressem na força com mais de 25 anos de idade, alguns ingressam com mais de 30. Estes militares seriam alcançados rapidamente pela idade limite nos postos e graduações bem antes de completar os 35 anos sugeridos.

Portal Militar e Segurança Pública

 

Facebook Comments

Written by

portalmilitarcom

3 thoughts on “Forças ARMADAS apresentam propostas para a REFORMA DA PREVIDÊNCIA MILITAR

  1. Discordo do post no que tange a Marinha…o graduado tem acesso até CMG… tal como acontece na FAB… lógico que são vagas restritas a quem tem curso superior ao contrário do EB…
    O interstício também continua muito alto para as praças…
    A intenção é aumentar o número de temporários(oficiais e praças) o que é justo visto que desde 1945, em tese, o país naõ se envolve em “conflitos”…
    Justo seria também aumentar o tempo de serviço dos temporários para 9 anos(com ascenção mínima até capitão) como era antigamente, afinal de contas, se pretende que eles carreguem o piano(ou pelo menos ajudem a carregá-lo) uma vez aprovada a proposta… aí no final saem para a reserva com uma mão na frente e outra atrás… sem direito a nada, nem um muito obrigado…
    Se o problema é não serem concursados… que se crie um concurso, pois os mesmos só não são concursados, pois não existe o concurso para tal…
    Detalhe, na MB para ser R2 hoje já se realiza um processo seletivo com prova escrita a imagem e semelhança dos concursos públicos para as FFAA…
    Quanto a sra Miriam…todo mundo sabe… é comunista de carteirinha inclusive…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhamentos