February 20, 2020

Criação de FRENTE NACIONAL DE VEREADORES MILITARES pode ser a bandeira que faltava para unir a família militar em torno do pleito de 2020

Na opinião de vários militares a frente nacional de vereadores militares é a bandeira que faltava para a mobilização da família militar para o pleito de 2020

Nas redes sociais a pauta da semana é a possível criação de uma comissão nacional de vereadores. A partir de uma publicação no site Sociedade Militar, entrevistas e áudios de um militar de Brasília a coisa começou a se espalhar e os militares, antes sem esperança por conta da pouca representatividade gerada pela eleição de militares para as câmaras municipais,  agora enxergam a possibilidade de militares-vereadores de todo o país criar uma entidade que possa representar a família militar diante do governo federal e o que é melhor, formada por políticos exercendo mandato, portanto com imunidade contra os insistentes ataques do Ministério da Defesa, que insiste em tentar punir militares que ousam expressar sua opinião sobre os projetos de lei e outros assuntos.

Militares do Rio de Janeiro, por exemplo, onde a família militar conta com mais de 230 mil membros, acreditam que será possível eleger vereadores-militares em várias cidades, entre elas, Duque de Caxias (Cláudio Cunha), São Gonçalo (Zacarias), Cidade do Rio de Janeiro (Bonifácio) e Belford Roxo (Tuninho Medeiros), onde estão pré-candidatos que já declararam apoio ao projeto da Comissão ou Frente Nacional de Vereadores Militares.

Em sua fala Marcio Rodrigues, um militar de Brasília, uma das lideranças que representa graduados diante do Senador Izalci Lucas, diz que uma comissão desse tipo poderia representar militares de maneira efetiva  – e quem sabe – por sua força política em âmbito local,  chegar até o Presidente da República e ministros, forçando a mudança de regulamentos e apresentando as demandas diretos a quem realmente pode resolver.

vai chegar com a força de milhões de votos nas costas, gerando visibilidade, talvez seja isso que nós necessitávamos… um vereador talvez não tenha muita força, mas ele fazendo parte de uma grande frente parlamentar, de norte a sul… quando ele vai com uma frente de vereadores ele vai ser ouvido, ele vai ter voz… a partir de janeiro de 2021, … ”

Portal Militar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *